Trabalho, Sexo e Amor

(Scroll down for English version)

“Trabalho, sexo e amor!! São as energias vitais da vida e deveriam também governá-la.” Wilhelm Reich

TRABALHO

O trabalho é algo fundamental para todo ser humano. Desenvolve e mantêm a mente lúcida, mantêm a sua compreensão, te tira do mundo do pensamento e te foca em algo. É o momento em que você contribui para construir algo e você vê suas ações materializadas. Desenvolve a sua capacidade de criar soluções como uma máquina, um brinquedo, um prédio. Você é um agente que está transformando alguma coisa, isso mantêm seu equilíbrio e te aterriza na terra.

Talvez não acredite… mas observe a alegria e satisfação quando o pedreiro termina uma parede e vê que está bonita e bem feita. Ele tem uma alegria interna. Ou quando o agricultor colhe uma batata, uma fruta, um grão de milho. Ele tem uma satisfação nesse processo criativo, isso lhe dá uma satisfação interna. Ou como um torneiro mecânico quando faz uma peça que restaura uma máquina e lhe põe a funcionar, isso lhe dá uma satisfação naquilo, um preenchimento. Um engenheiro quando encontra um solução para a estrutura de um prédio, tem uma satisfação, uma auto validação. Um médico quando cura uma pessoa também. Um designer gráfico quando cria uma imagem que vai satisfazer as pessoas, ele tem uma satisfação pessoal. Uma faxineira ao olhar que ela deixou a sala toda limpa e que está tudo bonito e acolhedor fica com uma satisfação pessoal.

Se existe uma discriminação econômica e de status atribuídos a diferentes trabalho, isso não é um problema do trabalho, e sim da discriminação de uma sociedade. O trabalho continua sendo algo fundamental, uma fonte de prazer para o ser humano. Agora, o trabalho excessivo, as más condições, o trabalho repetitivo, monótono, sem sentido, essas condições de trabalho não tem nada a ver com o trabalho em si. Essas condições tem a ver com a nossa sociedade, que criou esse tipo de trabalho. Um bancário passa o dia inteiro contando o dinheiro dos outros, uma função meio ingrata, carimbando, batendo…. é obvio que dá um stress e ele dá graças a Deus que acabe o trabalho. Mas isso foi o sistema que automatizou aquela pessoa para fazer aquela função. Ser vendedor é difícil, os coitados ficam ali inventando coisas e só falta dançar na frente dos clientes para comprar o que normalmente a pessoa não precisa.

As distorções que a sociedade criou no trabalho, a automatização, faz com que todo dia alguém deseje parar de trabalhar. O pior é que essa automatização vicia e a pessoa depois não consegue parar de trabalhar, como se tivesse virado uma peça. Se você quer saber como é que é, te convido a assistir o filme “Tempos Modernos” de Charles Chaplin, onde ele prevê essa automatização da sociedade industrial lá pelos anos 1930. A opressão no trabalho ficou cada vez mais terrível, você não pode falar e questionar. Criaram categorias de que um sabe mais do que o outro, um pisa em cima do outro, uma competição desumana, depravante somado a uma renumeração injusta. Isso cria raiva entre os seres humanos, ódio.

O trabalho com alegria se tornou muito difícil. O trabalho se tornou stress, um saco, então você passa 8 horas por dia, no mínimo, como se fosse em um presídio! Você já imaginou a quantidade de energia que você tem que guardar para aguentar tudo aquilo? Pare e pense um pouco, qual é a vontade que você tem de chegar em casa de noite, amoroso, pronto para fazer amor?
O sistema não vai mudar tão logo, infelizmente, mas você pode usar a bioenergética e as meditações ativas para colocar para fora toda essa energia ruim que você teve que passar 8 horas por dia num trabalho que você não gosta. Se não quem vai pagar essa conta são as pessoas que você mais gosta, namorados, namoradas, filhos e amigos. Pare e reflita um pouco, se você não fizer algo, você vai ter que se convencer que você gosta de passar o dia inteiro trancando numa sala na frente do computador ou passar o dia inteiro assentando tijolo numa casa luxuosa e quando você vai para casa é uma casinha modesta. Isto não faz bem! Como já se tentou mudar o sistema de tudo que é jeito e não rolou até agora, você pelo menos tem que manter sua condição humana e não virar uma peça dessa engrenagem que consome nossas almas.

 

SEXO

Temos que falar sobre isso!

Sexo é a maior fonte de energia e prazer do ser humano, quer você goste ou não. Todos nós nascemos de uma relação sexual, todos, sem exceção! Olha para esse universo. Você acha que a criação do ser mais evoluído deste planeta seria gerado em algo pecaminoso, feio e sujo? Esta condenação criada pelas religiões e pelos moralistas tem criado tantas doenças quanto os venenos colocados nas comidas. A repressão da nossa sexualidade é a maior fonte de depressão, porque a energia do sexo traz muito prazer e alegria para vida. O sexo dá vontade de viver e você sabe disso mais do que eu, porque quando você faz amor com qualidade, você se sente outra pessoa. Você não precisa de nenhum cientista para te falar sobre isso, porque eles não sabem nada disso, porque nenhum doutor, burguês e padre sabe sobre isso.

Agora, você sabe a força dessa energia depois de uma relação sexual satisfatória? Você fica muito mais legal com seus filhos, amigos e colegas de trabalho. Sexo faz bem e muito bem! E quando você aprofunda mais no sexo, inevitavelmente você chega ao coração.
Se nós tivéssemos uma sexualidade mais regular, mais prazerosa, mais satisfatória, 90% das farmácias existentes fechariam. Os homens teriam menos dor de cabeça, menos dores estomacais, menos insônia, menos dores musculares e idem esse itens para as mulheres.

Sexo é econômico, muito saudável e ecologicamente correto. É natural. Porque temos que continuar seguindo esse conceitos burros e idiotas criados por pessoas no qual o único interesse que tinham era nos tornar escravos, submissos e fracos? Porque pessoas insatisfeitas sexualmente se tornam fracas, não se posicionam, são ótimos telespectadores de televisões, são ótimos consumistas dos shoppings, de carros novos, apartamentos novos, são os grandes turistas do mundo, que têm que viajar bastante e tirar muita foto para preencher o vazio da sua vida.

O sexo é vital, fundamental, fantástico. Religiosos, por favor, se o seu criador é Deus, Jesus Cristo, então foi ele que inventou o tesão! Se é Alá, então foi Alá que inventou o tesão! Para os homens e as mulheres, como vocês ousam condenar as criações dos seus Deuses? Foi o criador quem criou o sexo nos animais e nos vegetais também. Uma égua só tem tesão quando está no cio, que é para reproduzir. No ser humano, o criador criou o tesão tanto na reprodução quanto na vida normal. Mulheres tem tesão não só quando estão ovulando e férteis, mas também no dia a dia. E o mesmo para os homens, porque o criador queria que o ser humano, o mais evoluído deste planeta, vivesse mais a sexualidade, e isso é saudável.

Você deve estar pensando: “Mas não é isso o que acontece hoje”. Muitos usam o sexo como uma descarga, muitos têm pertubações, têm fantasias. Poucos conseguem vincular o sexo ao coração. Sim. Isso é verdade, mas isso é devido à repressão sexual que, desde criança, nós condenamos. Reprimimos as crianças, temos conceito de ser sujo, perigoso, pecado, que o menino pode fazer mal para menina, que o menino pode se perder. Tudo que é mentira e pertubação foi criado, além de muito medo e muita desinformação. Por isso nossas pélvis (quadris), de tanto que contraída para conter aquele tesão, aquela vontade imensa, ficam duras de tanta tensão.

Você lembra na sua adolescência, a força que você fazia para conter aquele ímpeto de transar? Quanta tensão você criou com isso? Quanta culpa você criou com tudo isso? Quanta infelicidade isso gerou? E nós, seres humanos, temos que olhar para nós mesmos e trabalhar para recuperar nossa sexualidade. Para voltarmos a sermos sexualmente potentes e amorosos, para trazer alegria para nossa vida. Nós não precisamos de mais programas humoristas, nós precisamos de mais sexo! Você pode lembrar que à medida que o tempo avança, nós ficamos com menos energia. Porque nós perturbamos nossos hormônios sexuais. Uma pessoa que consegue ter mais realização sexual tem mais capacidade do que uma pessoa não satisfeita.
E não vem com esse papo de religião, que isso é coisa do demônio. Porquê se foi o demônio quem criou o sexo, então ele tem mais força do que Deus! Conversa furada.

A bioenergética é um presente para sua sexualidade. Experimente trabalhá-la. Você vai soltar tanta tensão na sua pélvis, vai dar tanto grito, vai chorar tanto, vai botar tanta raiva para fora por ter perdido aquela inocência da beleza do sexo, aquela inocência da troca de uma pessoa. Essa inocência é o que nos leva direto ao amor. Mas é preciso coragem! Você pode ficar no medo o resto da vida, a única coisa que você vai ganhar é um remedinho no futuro para você aguentar a vida. Ou você pode ter a coragem de vir fazer algo. Eu sei que isso é um tema polêmico, que todos falam por cima, eu falo em alto e bom tom: Sexo é uma das maiores forças que te levam ao amor!

 

AMOR

O amor é o que nos torna humanos. Talvez você pense que você é humano pelo pensamentos, pela cabeça, pelas ideias articuladas. Ora, Adolf Hitler, o maior cafajeste da história pensava e raciocinava. Você o considera humano? Goubeaux e todos os outros canalhas incinerando pessoas são humanos? Stalin mandando milhares de pessoas congelarem na Sibéria é humano? Os outros exemplos você sabe!

Todos eles pensavam e raciocinavam bem. Que eu saiba nenhum deles era analfabeto. Logo então, essa premissa de que a capacidade de pensar é que nos torna humano está equivocada. A capacidade de amar é o que nos torna humanos! Amar a si próprio e amar aos outros é o que realmente nos torna humanos. Isso sim traz qualidade e alegria para vida.

“Mais do que máquinas, precisamos de humanidade;
Mais do que inteligência, precisamos de afeição e doçura.
Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.” (Último discurso de Charles Chaplin)

O amor é o sentido da vida. É a alegria, a conexão, é o que nos tira da cabeça, da lógica, o que nos faz se encantar com uma flor, com uma estrela, uma música, uma atitude bonita. Aquilo que nos traz doçura. Eu sei que a palavra amor ficou muito prostituída, usada desesperadamente pelas religiões, políticos, grandes artistas, grandes empresários, todo mundo ama todo mundo! A palavra ficou tão surrada e tão desgasta que ninguém mais acredita. Porque o amor não vem da cabeça, vem do coração! E o nosso coração está perturbado desde a nossa infância.

O amor era uma coisa natural. Aliás, toda criança vem para o mundo cheia de amor, com mais amor do que ela pode conter. As crianças são feitas da matéria amor e não esqueça que você foi uma criança. Por favor, não esqueça. Por isso uma criança é tão bonita, por isso todo mundo adora um bebê. Todo mundo adora um criança, porque seu amor ainda não foi perturbado, não foi distorcido. Mas logo a criança aprende regras: para você ser amado você tem que fazer isso, aquilo e aquilo, para você ser amado tem que ser desse e daquele jeito.
E começam a transformar o amor numa mercadoria e não deixam esse amor crescer espontaneamente.

Muitas vezes as crianças são sugadas no seu amor pelos adultos e essa criança vai crescendo e se tornando cada vez mais cética, mais fechada, cada vez com mais medo de amar. Pouco a pouco ela pára de expressar seu amor, mas essa fonte de amor está dentro de você. Por pior que você esteja na vida, por mais desgraçado que você se ache, essa fonte continua dentro de ti. Tendo 30, 40, 50, 80 anos… essa fonte continua aí e a todo o momento ela pode ser resgatada.

Qual é a graça da vida sem viver grandes amores? Me explica, tem alguma graça? Ter dinheiro, jóias, viagens, carros e status. Nem chegam perto da alegria de um grande amor. Você acredita que possa existir algo mais precioso do que o amor? O nosso conceito de amor está totalmente distorcido. Nós sentimos um amor pegajoso, muitas vezes sufocante, opressor, possessivo, dominador. Isto não é amor! Amor é liberdade, é verdade, tesão! E nós temos que resgatar essa naturalidade. Para isso vamos ter que chorar muitas dores, colocar muita raiva para fora, por todos os desamores que vivemos na nossa infância. Vamos ter que berrar muito e socar muitas almofadas para colocar isso para fora! Para que seu coração volte a pulsar e que você possa retomar o amor na sua vida. O Namastê pode ser um dos passos importantes para essa retomada.

Viver a vida sem amor é como fazer uma viagem transatlântica trancado no porão do navio.

Veja também:
Sexo normal e Sexo tântrico

 

WORK, SEX AND LOVE

 “Work, sex and love!! Those are life’s vital energies and should rule it too.” Wilhelm Reich

 

WORK

Work is something fundamental to every human being, it develops the mind, keeps it clear, takes you out of the world of thought and focuses you on something. It is the time you contribute to build something and you see your actions materialized. It develops your ability to create solutions, like a new machine, a toy, a building. You act as a transforming agent, and this helps you keep your balance and brings you down to earth.

Maybe you don’t believe this… but notice the joy and satisfaction when a builder finishes a wall and sees how beautiful and well-made it is. He has an inner joy. Or when the farmer harvests a potato, a fruit, a grain of corn. He has a satisfaction in this creative process, this gives him an inner satisfaction. Or as a lathe operator makes a part that restores a machine and puts it to work, it gives him a satisfaction in that too, a fulfilment. When an engineer finds a solution to the structure of a building, she has a satisfaction, a self-validation. Also a doctor when healing a person. A graphic designer when creating an image that will please people, he has a personal satisfaction. Or a cleaning lady while looking how clean, beautiful and welcoming is the room he´s just cleaned.

If there is an economic and status discrimination assigned to different kinds of work, this is not a problem of the work itself, but society’s discrimination. Work goes on being something fundamental, a source of pleasure for the human being. Now, overwork, poor conditions, repetitive work, monotonous, meaningless or any other bad working conditions have nothing to do with the work itself. These conditions have to do with our society that created this kind of work. A bank cashier spends the whole day counting the money of others, stamping, numbering …. of course this is stressful and he/she feels relieved when the job ends. But it was the system that automated the person to do that function. Also being a sales person is difficult, since many times they humiliate themselves inventing all kinds of things to reach and persuade costumers to buy things that perhaps they don’t need.

The distortions that society has created at work, the automation, results that every day you want to stop working. The worst of all is that automation is addictive and the person cannot stop working, as if he/she had turn into a part of a machine. If you want to know more about this, I invite you to watch the film “Modern Times” by Charles Chaplin, where he foresees the automation of industrial society around 1930. The oppression at work became more and more terrible, you cannot talk and question anymore. Categories have been created, where one knows more than the other, where one steps on the other, a ruthless competition together with unfair wages. This creates anger and hatred among human beings.

Working with joy became very difficult. Work has become stressful, a drag! You spend 8 hours a day, at least, as if you were in jail! Can you imagine the amount of energy you have to keep to endure all this? Stop and think about it, what is the will, the energy you have left when to come home at night to make love?

Unfortunately the system will not change anytime soon, but you can use bioenergetics and active meditations to put out all this bad energy you have for spending eight hours a day in a job you do not like. If not, who will pay for this are the people you love,  the boyfriends, the girlfriends, your children and friends. Stop and think for a while, because if you don´t do anything, you’ll have to convince yourself that you like to spend all day locked in a room in front of a computer or that you like to spend the whole day laying bricks in a luxurious house and then going home to your modest house. This doesn’t do any good! We have been trying all kinds of changes to our system and it hasn´t worked so, at least, you have to keep your humanity and don´t become a part of this machine which consumes our souls.

 

SEX

We have to talk about it!

Sex is the greatest source of energy and enjoyment of the human being whether you like it or not. We are all born from a sexual relationship, all of us with no exception! Look at the universe. Do you think the creation of the most evolved being on this planet would be generated from something sinful, ugly and dirty? This conviction created by religions and moralists has created as many diseases as the poisons contained in our food. The repression of our sexuality is a major source of depression, because the energy of sex brings a lot of pleasure and joy to life. Sex gives you a zest to live and you know it more than I do. When you make love with quality, you feel another person. You do not need any scientist to tell you about this because they do not know any of this. No doctor, bourgeois and priest knows anything about it.
Now, do you know the strength of this energy after a satisfactory sexual intercourse? You get much nicer and lovable with your kids, friends and co-workers. Sex is good and very good for you! And when you go deeper into sex, inevitably you reach your heart.

If we had a more regular sexuality, more enjoyable, more satisfactory, 90% of existing pharmacies would shut down. The men would have less headaches, less stomach aches, less insomnia, less muscle pain and ditto for women. Victoria’s Secret, Calvin Klein and so many others would probably go bankrupt since people who have orgasms get a very beautiful skin.

Sex is economical, very healthy and ecologically correct, because you’re sending good vibes to nature, to the planet. In every satisfactory sexual intercourse even oxygen is renewed. Why do we have to continue following these stupid and idiotic concepts created by people whose only interest was to make us slaves, submissive and weak? When people are sexually frustrated they become weak, don’t stand for themselves, are great TV viewers and great shopping mall visitors and car and flat consumers, they are the great tourists of the world, who have to travel a lot and take a lot of photos to fulfil the emptiness of their lives.

Sex is vital, fundamental and fantastic. Religious people, please, if your creator is God, then he was the one who invented horniness! If it is Allah, then it was Allah who invented horniness! Men and women, how do you dare to condemn the creations of your Gods? It was the Creator who created sex in animals and plants as well. A mare only goes for sex when in heat, for reproductive purposes. In humans, the creator created horniness both in reproduction and in normal life. Women are not only horny when they are ovulating and fertile, but also in everyday life. And the same for men, because the Creator wanted the human being, the most evolved on this planet, to live more their sexuality and that’s healthy.

You must be thinking that this is not what happens nowadays. Many use sex as a discharge, have many perversions and sexual fantasies. A few can link sex to the heart. Yes. That’s true, but this is due to sexual repression since childhood. We repress children, give them the concept of being dirty, dangerous, a sin… We say that the boy can do harm to the girl, that the boy can get lost. All kinds of lies and disturbances were created together with a lot of fear and misinformation. So our pelvis became hard with tension, so much that we have to contract it to hold that horniness, that immense will.

Do you remember in your teens, the strength you had to do to contain that urge to have sex? How much tension you created in yourself with it? How much blame you created with this all? How much misery it created? We, human beings, have to look at ourselves and work to recover our sexuality. To return to being sexually powerful and loving, to bring joy to our lives. We do not need more TV comedian shows, we need more sex! As time progresses, we are left with less energy, because we disturb our natural sexual hormones.

Actually, a person who can have more sexual fulfilment has more capacity and energy than an unsatisfied one.

And don’t come with this religion talk that this is a ‘thing of the devil’. Because if it was the devil who created sex, then he has more power than God! Nonsense!

Bioenergetics is a gift for your sexuality. Try to let it work on you. It will help you release much tension of your pelvis, will help you will shout and cry if you need, put your anger out, anger for having lost that innocent beauty of sex, that innocent exchange with a person. This innocence is what leads us straight to love.

It takes courage! You can stay in fear for the rest of your life or you can have the courage to come and do something about it. I know this is a controversial topic since everyone talks very superficially about it. I speak loud and clear: Sex is one of the major forces that leads you to love!

 

LOVE

Love is what makes us human. You may think that you are a human being because of your thoughts, your head, and your articulated ideas. Now, Adolf Hitler, the greatest scoundrel in history also thought and reasoned. Do you consider him a human being? Are Goebles and all other scoundrels, who incinerated people, human beings? What about Stalin, who sent thousands of people to freeze in Siberia, is he human? And so many other examples you already know…

They all thought and reasoned very well. As far as I know, none of them were illiterate. Thus, this premise, that the ability to think is what makes us human, is a mistake. The ability to love is what makes us human! Loving yourself and loving others is what really makes you human. That’s what brings quality and joy back in life.

 “More than machinery we need humanity; more than cleverness we need kindness and gentleness. Without these qualities, life will be violent and all will be lost.” Charles Chaplin “Last speech“.

Love is the meaning of life. It is the joy, the connection, it is what takes us out of our heads, out of logic, it is what makes us enchanted with a flower, a star, a song, a beautiful attitude. The quality that brings sweetness. I know the word love was very prostituted, while used desperately by religions, politicians, great artists, great entrepreneurs… everyone loves everyone! The word became so shabby and worn out that nobody believes in it anymore. Love does not come from the head, it comes from the heart! And our heart is troubled since our childhood.

Love used to be a natural thing. Every child comes to this world full of love, more love that they can contain. Children are made of love matter and do not forget that you were a child once. Please do not forget. That’s why a child is so beautiful. Everyone loves a baby, because his love has not been disturbed yet, is not distorted. But soon the child learns rules: for you to be loved you have to do this, that, and the other, to be loved you have to be thus and so.

And they begin to turn love into a commodity not letting this love grow spontaneously.

Often children pure love energy is sucked on by adults and then, while growing, children become more sceptical, closed off, more and more afraid of loving. Gradually they stop expressing their love but this source of love is within you. It doesn’t matter how much fucked up you are or how miserable you feel, this source is still within you. Even if you are at your 30, 40, 50, 80 years old, this source is still there and it can be rescued at anytime.

 

What is the fun of life without living great loves? Explain this to me, what’s the fun then? Having money, jewellery, travelling, cars and status? None of these comes close to the joy of a great love. Do you believe that there may be something more precious than love? Our concept of love is totally distorted. We feel a sticky love, often suffocating, oppressive, possessive, and domineering. This is not love! Love is freedom, it is truth, horniness! And we have to rescue this naturalness. To do this we have to cry out a lot of pain, put out a lot of anger for all the lack of love we lived in our childhood. We’ll have to yell a lot and punch lots of pillows to put it out! So that your heart may beat again and you can retake love in your life.

Living life without love is like making a transatlantic voyage locked in the ship’s hold.” Alexander Lowen