Meditação

 

Meditação ativa

O que é meditação ativa?

Chamamos de meditação ativa, as técnicas criadas por Osho que associa atividade e expressão à meditação. Por exemplo, você dança, grita, pula, chacoalha, marcha, move sua energia corporal antes e senta em silêncio. Tem sido muito eficientes tanto para ajudar a quem “Não consegue meditar”, como para iniciantes que nunca praticaram meditação.

Outros exemplos:

Quando você está com raiva de alguém não vai conseguir sentar em silêncio. Vai sentar e ficar remoendo a raiva. Já se você expressa a raiva, a própria emoção pode te levar ao silêncio.

Se você está muito tenso de um dia de trabalho, vai sentar e o corpo vai doer. Já se chacoalhar antes ou dançar, teu corpo relaxa e abre a possibilidade de entrar na dimensão da meditação.

As técnicas de meditação ativa são muito simples, e assim mesmo muito eficientes, pois foram criadas para as situações do homem contemporâneo.

Por que Meditações Ativas?
“Se você for capaz de ficar sentado, as meditações não serão necessárias. Mas você consegue ficar sentado sem fazer nada? Essa é a grande questão.” Osho

As meditações ativas fortalecem, energizam e são antidepressivas. O estresse acumulado no corpo/mente torna difícil atingir o estado meditativo. Para poder acessar nosso centro de força interior, precisamos liberar nossas tensões.

As meditações ativas de Osho foram projetadas para nos capacitar a expressar conscientemente nossos sentimentos reprimidos e, a partir daí, entrar num estado meditativo que possibilita a observação e a consequente mudança de nossos padrões habituais.

Osho, mestre indiano mais comentado do século XX, foi um espírito rebelde e independente. Desafiou todas as religiões, todas as tradições sociais e políticas aceitas, insistindo em experienciar a verdade por si mesmo, ao invés de adquirir conhecimentos e crenças dados por outros. Seus discursos foram publicados em mais de 650 títulos e traduzidos para mais de 30 idiomas. Suas meditações ativas são praticadas até hoje em todos continentes.