Gourishankar

Esta técnica de meditação ativa consiste em quatro etapas de 15 minutos cada.

Osho afirmou que, se a respiração for feita corretamente na primeira etapa, o dióxido de carbono formado na circulação sanguínea fará com que você se sinta tão alto quanto o Gourishankar (o Monte Everest).

As primeiras duas etapas preparam o meditador para o Latihan espontâneo da terceira etapa.

Latihan é um deixar fluir. A sua energia corporal entra em sintonia com a energia universal e coisas começam a acontecer no seu corpo: você talvez comece a dançar, talvez comece a girar, as suas mãos podem começar a se mover, suas pernas também. Você pode começar a dizer palavras que nem compreende o significado, nem sabe se existe algum significado, ou se elas pertencem a alguma outra linguagem que você não conhece.

Mas você não interfere, nem para checar, nem para ajudar o processo; de qualquer jeito você estará atrapalhando. Você tem apenas que deixar…

Observação: Pessoas com um histórico de doenças neurológicas, como epilepsia, nunca devem usar estroboscópio ou outra fonte de luz intermitente para essa meditação.

Primeira etapa: 15 minutos
Sente-se com os olhos fechados. Inspire profundamente pelo nariz, enchendo os pulmões. Prenda o fôlego pelo tempo que for possível, então expire suavemente pela boca e mantenha os pulmões tão vazios quanto possível. Continue esse ciclo respiratório por toda a primeira etapa.

Segunda etapa: 15 minutos
Volte a respirar normalmente e com um olhar terno observe a chama de uma vela ou uma luz azul piscante. Mantenha o corpo imóvel.

Terceira etapa: 15 minutos.
Com os olhos fechados, levante-se e mantenha o corpo relaxado e receptivo. Você sentirá as energias circulando por todo o corpo, fora do seu controle normal. Permita que esse Latihan aconteça. Você não deve tomar a iniciativa: deixe os movimentos acontecerem, de maneira suave e graciosa.

Quarta etapa: 15 minutos.
Deite-se com os olhos fechados, silencioso e imóvel.
As três primeiras etapas devem ser acompanhadas por uma batida rítmica constante, de preferência combinada a uma música de fundo calmante. A batida deve corresponder a sete vezes o seu batimento cardíaco normal e, se possível, a luz piscante deve ser um estroboscópio sincronizado.

 

Toca um gongo e anuncia que a meditação chegou ao seu final.