Quando um homem faz amor te olhando nos olhos

Tempo de leitura: 6 minutos

Vamos falar a verdade. A grande maioria das pessoas não faz amor olhando nos olhos. Por que isso acontece? Experimente fazer isso e você vai ter uma outra dimensão do ato de amor. O contato de olho é a primeira forma de contato entre as pessoas. Mas a maioria evita isso. Se tu olhar uma pessoa nos olhos e deixar que ela te olhe também é como ficar desnudo na frente do outro. Inevitavelmente tu vais ficar mais sensível. A pessoa vai te sacar de qualquer jeito. Mesmo que tu tente disfarçar o que tá sentindo. E você faz isso constantemente, o tempo inteiro.

Normalmente queremos esconder o que sentimos de verdade. Não estamos felizes o tempo inteiro, é impossível, mas existe uma imposição de que temos que estar sempre bem, sempre alegres, de bem com a vida. A raiva e a tristeza são condenadas. Se tu tá triste e quer chorar já vem alguém e diz, ah… bola pra frente, não fica triste não, seca essas lágrimas. É isso desde pequenos. As mulheres tem uma dificuldade imensa de sentir raiva e os homens de chorar. Vamos nos tornando cada vez mais insensíveis e irreais, desconectados do que realmente sentimos, para ter uma “boa aparência”. Temos a eterna obrigação de ser igual a família perfeita da margarina Doriana. Se tu permite que alguém te olhe nos olhos, até o teu sorriso pode disfarçar, mas os teus olhos não porque eles carregam exatamente o que tu tá sentindo.

Relações superficias

Nós estamos sendo empurrados cada vez mais para sentir menos. Nossos olhos estão ficando atrelados às telas dos celulares. O contato humano mesmo tá ficando cada vez mais escasso. Outro dia eu estava pensando sobre o Tinder. É um aplicativo de relacionamento para encontrar pessoas com teu perfil e depois marcar um encontro real. Pra começar que já é uma grande mentira. Todas aquelas fotos cheias de filtros te deixando muitas vezes bastante diferente do que tu és na realidade. Escuto muitos relatos de pessoas que chegaram para o encontro real, depois que fechou match e…pópópópópó. Tu já quer parecer uma coisa diferente do que tu és na realidade. Eu lembro quando era guria, não tinha essas coisas, não tinha nem celular. Então era o barato de pegar sempre o ônibus no mesmo horário para encontrar aquele cara que tu era a fim. Dai todo o frisson, ter a coragem de sentar ao lado dele, talvez puxar um assunto, dava um frio na barriga. Ou quando saía com amigas pra andar de bicicleta e passar na rua daquele guri. Ou, íamos no sábado à tarde pra escola, pra jogar vôlei e encontrar os guris que a gente gostava. Pegar um caminho diferente pra passar na frente da casa do teu amado, querendo muito ver ele e quando dava a sorte e ele estar ali chegava a dar aquele arrepio no coração, as pernas afrouxavam. Era um contato real! Hoje em dia nada disso existe, é muito difícil, estamos perdendo a dimensão das coisas.

Mas o que isso tem a ver com o tema aí do titulo, quando um homem faz amor te olhando nos olhos? É que é uma forma mais profunda de contato e temos apostado cada vez mais na superficialidade. Sabe aquela máxima: foi bom pra você? Gente! Chegar ao ponto de ter que perguntar pra pessoa se a transa foi boa é meio absurdo! Se tu tá conectado com a pessoa que tá transando, tu vai saber. Claro que se for uma transa que dura entre 5 e 10 min (uma média real), que o cara transa com a cabeça enfiada no travesseiro, bom, daí até cabe a pergunta. Mas se você tá transando com a pessoa olhando no olho dela, tendo um contato real, tu vai saber como foi pra pessoa, vai estar presente com a pessoa, sacar o que ela tá sentindo.

Além disso, fazer amor olhando nos olhos é uma forma de puxar a energia sexual para seguir o seu fluxo, que é para cima. Mas, com transas que duram em torno de 5 à 10 minutos, nada disso acontece. Estamos viciados nesse sexo superficial, só pela sobrevivência. Só para gozar, ter um prazer momentâneo, para aliviar as tensões da vida. Então, 10 minutinhos já bastam, a energia fica toda ali focada no sexo, na região da pélvis, não expande. Quando transamos, nosso corpo tem uma vibração natural que vai aumentando conforme vai aumentando o nosso prazer, a nossa excitação. Se a transa dura pouco tempo sequer temos a oportunidade de sentir essa energia começar a vibrar lá embaixo. E não é com bate estaca que tu vais conectar com isso! Se a transa dura mais tempo tu vai começar a sentir mais, vai sentir a energia se espalhar pelo teu corpo. Olhar nos olhos do parceiro enquanto transamos é uma forma de puxar essa energia para cima também, evitando que ela fique só no sexo.

Tem uma meditação chamada Kundalini que ajuda bastante a desprender essa energia, assim como a bioenergética que vai quebrando os bloqueios do teu corpo e criando mais espaço para esse fluxo de energia, para mais prazer.

Experimenta fazer amor começando bem devagar sentindo esse contato, olhando nos olhos do teu parceiro. O fato de olhar nos olhos, relaxadamente, sentindo o que acontece contigo e com o outro, deixando a energia crescer aos poucos, já vai prolongar o tempo da transa, tu já vai sentir uma qualidade muito maior. O ato de amor é uma coisa muito preciosa, deve ser desfrutada, sentida, sem pressa de acabar. É um ato de entrega. Aí, outras coisas podem acontecer, o cara pode até brochar por estar mais sensível e não saber como lidar com essa sensibilidade. Vocês talvez percebam que têm questões, coisas que precisam ser ditas, resolvidas. Isso é importante. Muitas coisas são caladas num relacionamento, mágoas, ressentimentos. Quero ver tu olhar nos olhos com o peito cheio de ressentimento. Vai ser um problema. Mas aí, você pode fazer alguma coisa a respeito. Se tu tiver esse contato de olho, essas coisas aparecem. Numa transa rapidinha tudo isso vai pra baixo do tapete. Vai apodrecendo o teu amor. Mas se vem à tona, você pode resolver, pode limpar. Com tanta coisa guardada fica mais difícil esse contato com a realidade e muitos relacionamentos guardam um poço de ressentimentos. Como é que tu vai transar com o cara com todo esse barulho na cabeça? Quando um homem faz amor te olhando nos olhos tu pode sentir tudo isso e muito mais. Experimenta e diz por ti!

Assista nosso vídeo no youtube https://www.youtube.com/watch?v=QdkNd_TR1N0

Por Bodhi Manindra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *